.016

Para que os amantes da música possam saborear uma bonita sonoridade, nada melhor do que aprender a tocar o instrumento responsável por essa sonoridade. Os instrumentos do ambiente popular português, nem sempre são bem vistos pelos músicos profissionais. As principais razões invocadas são a sua deficiente afinação e os seus pobres recursos para executarem determinadas músicas. Mas, um instrumento popular foi criado para representar um determinado ambiente musical. Ele identifica-se com o pulsar dum povo, onde as suas modas, as canções de trabalho, as festas e romarias e a sua identidade são ilustradas, musicalmente falando. Este pequeno contributo visa dar a conhecer o nosso Cavaquinho, com a sua história, a arte de o tocar, as viagens que fez nas mãos dos nossos emigrantes, os construtores e finalmente a construção deste pequeno grande instrumento. O Cavaquinho é um instrumento popular, que pode afinar rigorosamente e mediante a afinação que tiver, tocar muitas músicas. Dentro da sua simplicidade e com a sua afinação mais popular, o Cavaquinho continua a ter a sua verticalidade e quando tocado pelas mãos do povo grita bem alto, como que em sinal de protesto, fazendo frente àqueles que lhe pretendem dar um menor valor musical.

2 comentários:

perdizART disse...

É defacto verdade que os intrumentos populares portugueses são menosprezados, tal como muitas outas tradiçoes no nosso país. É triste ver isto, mas é verdade. Nós como tuna que somos temos a responsabilidade de pegar nas origens e inovar. Mais que bebedeiras e gargalhadas, uma tuna existe para fazer música e, se esta musica é tocada com intrumentos "despresados" pela maioria, nós temos o dever de transformar estas sonoridades em novas musicas e levar a musica portuguesa por este país e por este mundo fora!
ARTuna é a maior!

Paulinha AKA PerdizART

imagens vagas disse...

concordo contigo paula...sempre achei que as mais velhas tradições sao aquelas que permanecem esquecidas no tempo e depois sao voltadas a tocar, sentir, cheirar e ate mesmo olhar.

espero que a artuna como grupo evolua mais, e permaneça sempre o grupo de amigos que é.

um abraço a todos e numa nota pessoal obrigado a todos.

MAMART